Tales of Valgard

Denária

A Denária é uma das províncias do Reinado, localizada à sudeste da capital Borgária. Ao norte dela está a província da Numéria e, ao sul, a Denária faz fronteira com a Myr Rafflar (Floresta Escura), que a separa das Falheim.

A Denária foi a última província a ter sido conquistada durante as guerras de anexação do Reinado. Além de ter sido a última, a Denária foi também a mais difícil de ser subjugada. Nenhum Senador admite este fato expressamente, mas a verdade é que após a conquista da Denária o Reinado abandonou seus planos de expansão territorial.

A Denária sempre foi um estorvo para o Reinado. Antes da Guerra Civil e do surgimento do Reinado, as tribos denarianas já invadiam a Borgária para saquear e raptar mulheres. As invasões eram tão constantes que um dos governadores da Borgária, chamado Claudius, se viu obrigado a construir um grande muro dividindo as duas regiões, que ficou conhecido com a Muralha de Claudius.Muralha de claudius

Com o passar do tempo, o Reinado foi se tornando cada vez mais poderoso, até que finalmente voltou seus olhares expansionistas para a Denária. O que parecia uma conquista fácil, contudo, se arrastou por anos, com perdas incalculáveis de ambos os lados. As tribos que habitavam a Denária venderam caro cada centímetro de terra conquistado pelo Reinado. Inúmeras legiões foram perdidas para as táticas de guerrilha denarianas. Nenhum prisioneiro capturado pelo Reinado se submetia à servidão: a maioria morria tentando matar seus captores. A obstinação e bravura dos denarianos se espalharam pelos quatro cantos do Reinado e são reconhecidas até hoje.

Esta situação levou o Reinado a adotar uma política de terra arrasada que destruiu a Denária e dizimou sua população. Todas as vilas tomadas eram completamente incendiadas, nenhum sobrevivente, fossem eles mulheres ou crianças, era poupado. Tribos inteiras desapareceram por completo e as que sobreviveram foram obrigadas a fugir e se esconder nos rincões mais ermos e hostis da região, longe dos olhos das tropas do Reinado.

Eventualmente, os números avassaladores do Reinado e sua postura inclemente acabaram por subjugar as últimas tribos que ainda resistiam ao domínio de Borgária. Quando o chefe da tribo Ierovanti Alecto morreu em combate, a conquista da Denária foi concluída.

A região, contudo, estava completamente obliterada e o Reinado tinha muitas dificuldades em ocupá-la. As melhores terras foram oferecidas aos nobres da Borgária, mas poucos as aceitaram. Apenas as famílias menos influentes, pouco tradicionais ou relegadas ao ostracismo optaram por ocupar aquela região. O restante das terras foi dividido entre os generais que lutaram durante a conquista da Denária e seus oficiais imediatos, repentinamente alçados à condição de patrícios.
Aos poucos a Denária foi se reconstruindo e ganhando sua própria identidade dentro do Reinado. Ela se tornou uma grande produtora de grãos e hortaliças, rapidamente assumindo a posição de principal provedora de alimentos do Reinado. Seus vinhos também ganharam grande reconhecimento, assim como a caça e a criação de animais.

O Reinado, contudo, parece não ser mais capaz de administrar suas vastas províncias. As disputas e guerras civis de sucessão travadas no coração da Borgária fizeram ruir a complexa estrutura administrativa que dava suporte a este império. As estradas já não são mais tão bem cuidadas nem seguras quanto antes. Muitas cidades não mantêm mais seu sistema de pombo-correio e as mensagens enviadas por terra também nem sempre alcançam seu destino. As últimas legiões que ainda guardavam a Denária foram convocadas de volta para proteger a fronteira oeste contra as incursões do Califado de Khûr. Nos últimos cinco anos o governador da Denária foi substituído sete vezes, e há mais de dois anos que nenhum deles coloca o pé na região. Trienne, a capital administrativa da região, é uma cidade parcialmente em ruínas.

Resta aos habitantes da Denária, portanto, cuidar de sua própria província. Grande parte deles, contudo, parece estar mais preocupado em guerrear com seus vizinhos. Atualmente, uma grande disputa entre duas das principais famílias da Denária, os Dulon da cidade de Firoa e os Foss da cidade de Alesia polariza a região.

Ao mesmo tempo, os remanescentes das tribos denarianas, percebendo o momento de fraqueza do Reinado, têm se tornado cada vez mais ativos. Algumas tribos já conseguiram reconquistar pedaços importantes de seus territórios e novas vitórias são obtidas a cada dia.

Tão preocupante quanto o ressurgimento das tribos denarianas é a expansão da crença em sua Deusa, Gaia, que vem ganhando cada vez mais seguidores, inclusive entre os colonos de Borgária, apesar dos esforços dos inquisidores da Igreja de Hélion.

Comments

Guilberwood

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.