Tales of Valgard

Ephora

Ephora é uma pequena cidade com cerca de 2.000 habitantes localizada ao sul da Denária, próxima às fronteiras da Myr Rafflar e das Falheim. Ela é uma das poucas cidades denarianas que resistiu à guerra de anexação e não foi destruída pelos exércitos de Borgária. Embora hoje seja habitada por colonos do Reinado, a cidade mantém a arquitetura da época em que pertencia à tribo Ierovanti.

A maior parte da população vive da agricultura praticada nas terras férteis ao redor da cidade, repleto de fazendas que plantam trigo, milho, cevada e hortaliças de forma geral. Outra atividade importante na cidade é a criação de cavalos, herdada dos antigos moradores Ierovantis, que se espalha por vários haras na região. O mais famoso deles é o da família Dupret, localizado dentro da muralha da cidade e conhecido pela égua Estrela Cadente.

A cidade é governada pela família Liro, antiga aliada da família Dulon, que controla a cidade vizinha de Fiora. Após a morte do Conde Verne Liro, sua esposa, Condessa Jane Liro, atua na qualidade de regente até que seu filho, Norber Liro, possa assumir o posto de lorde da cidade.

Outra influência importante na cidade é a igreja de Hélion. A grande maioria dos moradores de Ephora é seguidora do Deus Sol. Além disso, nas colinas ao norte da cidade está localizado o Monastério do Sol Nascente, onde vivem aproximadamente 50 monges. Este monastério se vangloria do fato de ser o templo mais a leste do mundo e, portanto, o primeiro a receber as bênçãos de Hélion todos os dias.

Comments

Guilberwood

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.